RESULTADO PRELIMINAR SELEÇÃO 2020.1 MPTX

Segue abaixo lista com os aprovados para a Turma 2020.1 do Mestrado Profissional em Transplantes.

Os candidatos que não se encontram na lista de resultado tem até às 17h do dia 03 de março de 2020 para entrar com recurso através do e-mail candidatomptx@uece.br.

Amanda Antunes Costa
Amanda Ximenes Couto Bem Montenegro
Beatriz De Oliveira Neri
Bruno Gomes Rodrigues Dos Santos
Camilla Bezerra Bastos Limeira
Emmanuel Almeida Nogueira
Francisco Alan Barbosa Leal
Helen Melo Oliveira
Jane Oliveira Rodrigues
Jannayara De Nazareth Dos Santos Gomes
Larissa Cavalcante De Freitas
Manuella Coelho Lima
Marcelo Bezerra Diógenes
Márcia Maria Vitorino Sampaio Passos
Priscilla Luna Da Silva
Renato Labanca Delgado Perdigão
Samuel Montenegro Pereira
Tamye Zimmermann Dagnoluzzo
Ulisses Medeiros de Albuquerque
Vanessa Timbó Canamary Santana

Lista de selecionados para entrevista. Edital 2020.1

Abaixo está a lista dos candidatos aprovados para próxima fase da seleção para a terceira turma de Mestrado Profissional em Transplantes.

Os demais candidatos que realizam a inscrição e não foram relacionados para participar da segunda etapa, têm até segunda-feira (17 de fevereiro) para entrar com recurso através do e-mail candidatomptx@uece.br.

Mais informações no telefone: (85) 98993-8831.

Amanda Ximenes Couto Bem Montenegro
Beatriz De Oliveira Neri
Bruno Gomes Rodrigues Dos Santos
Camila Negreiro Dias
Camilla Bezerra Bastos Limeira
Emmanuel Almeida Nogueira
Francisco Alan Barbosa Leal
Jane Oliveira Rodrigues
Jannayara De Nazareth Dos Santos Gomes
Larissa Cavalcante De Freitas
Manuella Coelho Lima
Marcelo Bezerra Diógenes
Márcia Maria Vitorino Sampaio Passos
Priscilla Luna Da Silva
Renato Labanca Delgado Perdigão
Samuel Montenegro Pereira
Suzana Benetti Bahlis
Tamye Zimmermann Dagnoluzzo
Ulisses Medeiros de Albuquerque
Vanessa Timbó Canamary Santana

Chamada Pública da quarta turma de Mestrado Profissional em Transplantes

Atenção para a Chamada Pública da quarta turma de Mestrado Profissional em Transplantes, com previsão para setembro 2019.

Para realizar sua pré inscrição, entre em contato conosco através do nosso e-mail mptransplantes@uece.br.

A secretaria do Mptransplantes se coloca inteiramente a disposição para esclarecer questões referentes a inscrição, etapas do processo seletivo e matrícula.

As aulas desta nova turma terão início em janeiro de 2020

Tatiana Paschoalette Rodrigues Bachur

Instituição: Universidade Estadual do Ceará – UECE

E-mail contato: tatiana.bachur@uece.br

Campo Temático:

2. Clínica e imunologia de transplantes

a) Doenças infecciosas e parasitárias e transplantes

b) Desenvolvimento de protocolos para a detecção e o controle de infecções em candidatos a transplante e transplantados

c) Desenvolvimento de tecnologias de educação em saúde para prevenção de doenças infecciosas e parasitárias em pacientes transplantados

Currículo Lattes

Claudia Maria Costa de Oliveira

Instituição: Universidade Estadual do Ceará – UECE

E-mail de contato: claudiadrl@gmail.com

Campo Temático:

  1. Clínica e imunologia de transplantes
    a) Complicações clínicas em transplante renal – análise para construção de protocolos
    b) Nutrição em transplante de órgãos- métodos para melhora nos resultados
    c) Avaliação dos potenciais doadores em morte encefálica – desenvolvimento de propostas para melhor manutenção dos doadores
    d) Protocolos de imunossupressão em transplantes – análise de resultados clínicos e farmacoeconomia
    e) Infecções em transplante – identificando estratégias para melhor controle.

Currículo Lattes

Dácio Carvalho Costa

Instituição: Universidade Estadual do Ceará – UECE

E-mail contato: daciocosta@icloud.com

Linha de Pesquisa:

  1. Desenvolvimento de tecnologias aplicadas à técnica cirúrgica em transplantes
    a) Novos métodos para conservação de córneas de banco de olhos
  2. Clínica e imunologia de transplantes
    a) Glaucoma pós-transplante de córnea
    b) Estudo da correção do astigmatismo pós-transplante de córnea
    c) Prevenção e tratamento da rejeição imunológica do transplante de córnea

Currículo Lattes

Filadelfo Rodrigues Filho

Instituição: Universidade Estadual do Ceará – UECE

E-mail contato: filadelfo@yahoo.com.br

Linha de Pesquisa:

  1. Desenvolvimento de tecnologias aplicadas à técnica cirúrgica em transplantes
    a) Viabilidade miocárdica
    b) Medicina Nuclear e Transplante
  2. Clínica e imunologia de transplantes
    a) Doença cardiovascular e transplante

Currículo Lattes

Gislei Frota Aragão

Instituição: Universidade Estadual do Ceará – UECE

E-mail contato: frotaaragao@hotmail.com

Linha de Pesquisa:

  1. Pesquisa e desenvolvimento de biofármacos e bioprodutos
    a) Farmacovigilância em pacientes transplantados: Fármacos utilizados durante e após o transplante.
    b) Avaliação da eficácia de desinfetantes e antissépticos utilizados nas enfermarias do setor de transplantes e o consequente impacto nas infecções hospitalares.
    c) Utilização e acompanhamento de derivados da vitamina A como agente auxiliar na regulação da resposta imune.
    d) Estudo da atividade imunomodulatória de fitoterápicos em modelos de transplante experimental.

Currículo Lattes

Paula Frassinetti Castelo Branco Camurça Fernandes

Instituição: Universidade Estadual do Ceará – UECE

E-mail contato: paulafcbcfernandes@uece.br

Linha de Pesquisa:

  1. Clínica e imunologia de transplantes
    a) Transplante Renal
    b) Epidemiologia; avaliação de sobrevida do paciente e do enxerto renal e desfechos e complicações dos transplantes renais adulto e pediátrico
    c) Adesão aos imunossupressores
    d) Aspectos psicológicos e qualidade de vida

Currículo Lattes

Ernesto Lima Araujo Melo

Instituição: Universidade Estadual do Ceará

E-mail contato: ernesto.melo@uece.br

Linha de Pesquisa:

  1. Protocolos e sistemas
    a) Pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e protocolos de diagnóstico por imagem aplicadas a transplantes de órgãos.
  2. Pesquisa e desenvolvimento de biofármacos e bioprodutos

Pesquisa e desenvolvimento de biofármacos, biomarcadores e bioprodutos em diagnóstico por imagem aplicadas a transplante de órgãos.

Currículo Lattes

BIOESTATÍSTICA – 30h

OBRIGATÓRIA

Docente responsável: IVELISE REGINA CANITO BRASIL (Docente) 

Ementa:

Análise, compreensão e organização de dados de pesquisa, aplicando recursos da informática. Organização dos dados, análise e elaboração de gráficos, utilização de ferramentas estatísticas para avaliação de dados relacionados à investigação clínica com medicamentos, incluindo técnicas de amostragem e cálculo de tamanho amostral, bem como a utilização de testes paramétricos e não-paramétricos para a avaliação de dados.

Bibliografia:

Bioestatística sem segredos. Silvany Neto, AM. 1a Ed. Bahia, 2008. Bioestatística para profissionais de saúde. Guedes MLS, Guedes JS, Rio de Janeiro, Ao livro técnico, 1988. Intuitive Biostatistics. Motulsky HM. 1a Ed, Oxford University Press, New York, 1995 Fundamentals of Biostatistics. Hosner B. 5a Ed, Pacific Grove, Duxbury, 2000. Biostatistics: a foundation for analysis in the health sciences. Daniel WW. 7a Ed, New York: John Wiley, 1999 Nonparametric statistics for the behavioral sciences. Siegel S e Castellan Jr NJ. 2a Ed, New York, McGraw-Hill, 1988 Applied logistic regression. Hosmer DW e Lemeshow S, 2a Ed, New York, John Wiley, 2000

BIOÉTICA EM PESQUISA EM HUMANOS E ANIMAIS – 30h

OBRIGATÓRIA

Docente responsável: FILADELFO RODRIGUES FILHO (Docente)

Ementa:

HUMANA: A disciplina tem como objetivo apresentar aos alunos os fundamentos da Bioética aplicados ao exercício profissional e à pesquisa científica. O conteúdo programático inclui: Fundamentação filosófica: princípios fundamentais da autonomia, beneficência, justiça e não-maleficência. A vida humana, começo do ser individual, o direito à vida. Integridade do ser humano: pessoal, psicológica, corpórea e axiológica. O direito de vir a ser: genética e ambiente. Tecnologias da reprodução assistida. Perspectivas e realidade em terapia gênica para neoplasias, doenças genéticas e outras doenças. Síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS). Sintomas, sinais e valores na decisão médica. Paciente terminal. Eutanásia, suicídio assistido e abandono de tratamento. Comitês de Ética hospitalar. Comitês de Ética em Pesquisa Biomédica. Sigilo industrial e ética. O Direito à informação (“right-to-know”). ANIMAL: A disciplina tem como objetivo apresentar aos alunos os fundamentos da Bioética aplicados ao exercício profissional e à pesquisa científica. O conteúdo programático inclui: Fundamentação filosófica: princípios fundamentais da autonomia, beneficência, justiça e não-maleficência. Tecnologias da reprodução assistida. Perspectivas e realidade em terapia gênica para neoplasias, doenças genéticas e outras doenças. Eutanásia. Comitês de Ética hospitalar. Comitês de Ética em Pesquisa Biomédica. Sigilo industrial e ética.

Bibliografia:

Bibliografia: Beauchamp TL, Childress JF. The Principles of Biomedical Ethics. 4th ed. New York, Oxford University Press, 1994. Bernardm J. Da biologia à ética. Bioética. São Paulo, Editorial Psy, 1994. Berlinguer G, Garrafa V. O Mercado Humano. Estudo bioético da compra e venda de partes do corpo. Brasília, Univ. Brasília,1996. Boni, LAD, Jacob G, Salzano F. (Org.). Ética e Genética. Porto Alegre, EDIPUCRS, 1998. Bueno MRP. O Projeto Genoma Humano. Bioética 5: 145-155, 1997. CONEP. Cadernos de Ética em Pesquisa. Publicação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP). Ministério da Saúde/CONEP 1(1),julho de 1998. CONEP. Cadernos de Ética em Pesquisa. Publicação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa -CONEP 2(2), fev. de 1999. Costa SIF, Oselka, G., Garrafa, V. (Coord.). INTRODUÇÃO À BIOÉTICA. Brasília: Conselho Federal de Medicina, 1998. DeVries R, Subedi J. Bioethics and Society. Constructing the Ethical Enterprise. New Jersey, Printice Hall, 1998. Morin E. Ciência com Consciência. 2ª ed. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1998. Sgreccia E. Manual de Bioética. Vol I e II. São Paulo, Edições Loyola, 1996. Singer P. Vida ética. Ediouro: Rio de Janeiro, 2002. [Serão utilizados também dados e publicações disponíveis em bancos eletrônicos]. Modulos da Base de dados/https://www.compliancewire.com/Net/KnowledgeCenter.aspx?MenuType=1: Human Research Protection Program; Informed Consent Part I; Informed Consent Part II; Responsibilities of Investigators Conducting FDA-Regulated Studies

ESTUDO ORIENTADO I – 30h

OBRIGATÓRIA

Docente responsável: SHEILA MARCIA DE ARAUJO FONTENELE FORTALEZA (Docente) 

Ementa:

Discussão sobre recortes de objeto de estudo. Auxiliar o aluno a elaborar a pergunta a ser respondida, a desenvolver os objetivos da pesquisa. Discutir a metodologia que melhor se aplique aos objetivos. Indicar bibliografia básica a ser estudado, definir as fontes bibliográficas e os dados a serem utilizados de forma sistemática.

Bibliografia:

• MINAYO, M. C. de Souza. O desafio do conhecimento: metodologia social (qualitativa) em saúde. Rio de Janeiro, s/n. 1989,366p. • GOLDEMBERG, M. A arte da metodologia qualitativa. Rio de Janeiro. 1990. • GUEDES, M.L.; Guedes, S. J. Bioestatística para professores da saúde. Met. CNPq livro técnico, 1988. • PAGANO, Marcello; Gauvreau, Kimberlee. Principies of Biostatitics, 2001. • WADSWORTH PUBLISHER COMPANY, ROSNER, BERNARD. Fundaments of Biostatitics. PWS Publisher, 1986. • HOSNER, DAVID W.; LEMENSHOW, STANLEY. 2000. Applied Logistic Regression. New York: Jonh Wiley e Sons.

ESTUDO ORIENTADO II – 30h

OBRIGATÓRIA

Docente responsável: SHEILA MARCIA DE ARAUJO FONTENELE FORTALEZA (Docente) 

Ementa:

Auxiliar no desenvolvimento da estrutura da Dissertação. Orientar sobre artigos específicos, definidos pelo orientador. Participar de grupos de pesquisa. Participar de eventos Nacionais e Internacionais com apresentação de trabalhos. Analise crítica de cinco defesas de tese. Produção do projeto de qualificação tecnológica.

Bibliografia:

• MINAYO, M. C. de Souza. O desafio do conhecimento: metodologia social (qualitativa) em saúde. Rio de Janeiro, s/n. 1989,366p. • GOLDEMBERG, M. A arte da metodologia qualitativa. Rio de Janeiro. 1990. • GUEDES, M.L.; Guedes, S. J. Bioestatística para professores da saúde. Met. CNPq livro técnico, 1988. • PAGANO, Marcello; Gauvreau, Kimberlee. Principies of Biostatitics, 2001. • WADSWORTH PUBLISHER COMPANY, ROSNER, BERNARD. Fundaments of Biostatitics. PWS Publisher, 1986. • HOSNER, DAVID W.; LEMENSHOW, STANLEY. 2000. Applied Logistic Regression. New York: Jonh Wiley e Sons.

ESTUDOS CLÍNICOS E BOAS PRÁTICAS CLÍNICAS – 30h

OBRIGATÓRIA

Docente responsável: TAINA VERAS DE SANDES FREITAS (Docente) 

Ementa:

Estudos das diretrizes farmacológicas para o desenvolvimento clínico de produtos de origem biotecnológica. Estudo da legislação que regulamenta os testes clínicos: Boas Práticas Clínicas, regulamentação local. Abordagens de métodos utilizados em estudos clínicos de produtos bioativos.

Bibliografia:

Módulos da Base de Dados/ https://www.compliancewire.com/SECURE/CUSTOM/Create/DCRICustomLogin.aspx; : Evolution of Clinical Research and Drug Safety (DCRI_01 Ver 1.0.0) [CBT]; How is Clinical Research Regulated? (DCRI_03 Ver 1.0.0) [CBT];Phases of Clinical Research (DCRI_02 Ver 1.0.0) [CBT];Responsibilities of Investigators Conducting FDA-Regulated Studies (DCRI_06 Ver 1.0.0) [CBT] ALDER, S.; JANTON, C.; ZBINDEN, G.. Preclinical safety requirements in 1980. Institut of toxicology E.T.H. and University of Zurich, 1981. BALLS, Michael; COMBES, Robert D.; BHOGAL, Nirmala.. New Technologies for Toxicity Testing (Advances in Experimental Medicine and Biology). 2012. BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 39, de 2008. CEME. Roteiro de ensaios pré-clínicos e clínicos. Brasília, 28p. 1983. BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Documento das Américas

IMUNOLOGIA E IMUNOSSUPRESSÃO NOS TRANSPLANTES – 30h

OBRIGATÓRIA

Docente responsável: PAULA FRASSINETTI CASTELO BRANCO CAMURCA FERNANDES (Docente) 

Ementa:

Adquirir o conhecimento das Bases Farmacológicas na Terapêutica da Imunossupressão. Drogas Imunossupressoras (Níveis terapêuticos das drogas). Ação Medicamentosa. Farmacocinética e Farmacodinâmica dos Imunossupressores. Combinações Terapêuticas (Esquemas de imunossupressão). Interações Medicamentosas. Reações Adversas. Conhecimento das bases científicas em seus princípios gerais e especiais, com ênfase na Imunologia dos Transplantes. Imunidade Inata (Barreias físicas, químicas e biológicas; eventos humorais e celulares da resposta imune inata). Anatomia dos Órgãos Linfóides Primários e Secundários. Ontogenia dos Linfócitos T e B. Antígenos e Imunógenos. Antígenos de Histocompatibilidade. Linfócito T (Processamento e Apresentação dos Antígenos para o Linfócito T, Ativação e Diferenciação do Linfócito T). Resposta Imune Mediada por Linfócito T (T citotóxico e T helper 1). Linfócito B. Resposta Imune Mediada por Linfócito B (Humoral). Imunoglobulinas (Estrutura e Função; Propriedades Biológicas). Sistema Complemento (Introdução, Nomenclatura e Atividades Biológicas; Vias Clássicas e Vias das Lectinas; Regulação). Imunidade a Micro-organismos (Bactérias, Vírus, Fungos, Protozoários, Helmintos). Mecanismos de Evasão da Resposta Imune. Regulação da Resposta Imune. Reações de Hipersensibilidade. Mecanismos de Auto-imunidades. Rejeição Celular (Hiperaguda, aguda e crônica). Rejeição Humoral. Resposta Imunológica ao enxerto.

Bibliografia:

ABBAS, A. S.; LICHTMAN, A. H.; PILLAI, S. Imunologia celular e Molecular. 6 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. 576p. GARCIA, V. D. al. Transplante de Órgãos e tecidos. 2 ed. São Paulo: Seguimento Farma, 2006. 992p. KATZUNG, B. G. Farmacologia Básica e Clínica. 10 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2010. 1008p. DELLA, G. B. et al Antibodies-mediated rejection: hyperagute rejection reality in liver transplantation – A case report. Transplant Proc. 2008, v. 40, p. 870-871. KREIJVELD, E. et al. KIR gene and KIR ligand analysis to predict graft rejection after renal transplantation. Transplantation. 2007, v. 84, n. 8, p. 1045-1051. MIZUTANI, K. et al. Serial Ten-year follow-up of HLA and MICA antibody production prior to kidney graft failure. Am J Transpl. 2006, v. 5, p. 2265-2272. TERASAKI, P.I. Humoral Theory of transplantation. American Journal Transplantation. 2003, v. 3, p. 665-73.

DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PROJETOS – 30h

OPTATIVA

Docente responsável: JOSE ARTUR COSTA D ALMEIDA (Docente)

Ementa:

Desenvolvimento e Gestão de Projetos Planejamento e organização metodológica para o desenvolvimento de produtos e processos. Gestão a planejamento de projetos no contexto empresarial. Gestão de escopo. Gestão de tempo. Gestão de risco. Gestão da qualidade. Gestão de custos. Gestão de equipe. Gestão da comunicação. Planejamento, acompanhamento, execução e encerramento de projetos.

Bibliografia:

AGUIAR, S.. Integração das ferramentas da qualidade ao PDCA e ao programa Seis Sigma. Belo Horizonte: DG editora, 2002. DINSMORE, P. C.. Transformando estratégias empresariais em resultados através da gerência de por projetos. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999. GASNIER, D. G.. Gerenciamento de projetos. 2.ed. São Paulo: IMAM, 2001. KERZNER, H.. Gestão de Projetos. As melhores Práticas. Porto Alegre: Bookman, 2002. ORTH, A. I., PRIKLADNICKI, R.. Planejamento e Gerência de Projetos. Porto Alegre: EdPUCRS, 2009. PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE, PMI. A Guide to the Project Management Body of Knowledge: 4.ed.PMBOK, 2008. VERZUH, E.. Gestão de Projetos. 6 ed., Rio de Janeiro: Editora Campus, 2000. VIEIRA, M. F.. Gerenciamento de projetos de tecnologia da informação. Rio de Janeiro: Ed.Campus, 2003. XAVIER, C. M. S.. Gerenciamento de projetos. Como definir e controlar o escopo do projeto. 2005. XAVIER et al.. Metodologia de gerenciamento de projetos. Methodware. Rio de Janeiro, 2005

Acesso Rápido

Ícone Matriz Curricular

Matriz Curricular

Ícone Docentes

Docentes

Ícone Projetos e Produtos

Projetos e Produtos

Ícone Calendário Acadêmico

Calendário Acadêmico

Ícone SISACAD

SISACAD

Ícone Links Úteis

Links Úteis

clique aqui para inscrever-se
185495

visitantes